``Valorizar o que é simples``

“Fui almoçar com um amigo em um restaurante simples, que vende por quilo a sua comida vegetariana não radical. A casa é antiga. Chama-se Casa Prema e tem inspiração indiana, mas também não se abraça a essa cozinha somente.

Não estive lá profissionalmente. Foi mais um almoço de trabalho. Mas é óbvio que, no meu caso, a distração absoluta não ocorre. Um olho no peixe e outro no gato.

Ainda que você não seja do ramo, profissional no assunto, aposto que és capaz de, estando em um bufê, com um olhar, afirmar que a salada está fresca. Você consegue dizer se os legumes foram bem cozidos. É certamente capaz de afirmar que o quiabo que se uniu à abóbora naquele estranho prato é um belo quiabo. …”

Leia matéria completa no site da revista Carta Capital